Revista Científica Digital Regnellea Scientia


Categoria: 
Conservação
Pesquisa
Educação Ambiental

Boletim Departamento Técnico-Científico


Categoria: 
Conservação
Pesquisa
Educação Ambiental

Pesquisa Desenvolvida na Fundação Jardim Botânico

  “Os fungos são um grupo biológico de difícil estudo e, portanto são muitas das vezes negligenciados pelos pesquisadores” diz Filipe Pagin Cláudio, graduando em ciências biológicas, vinculado a Fundação Jardim Botânico de Poços de Caldas há aproximadamente dois anos. Filipe completa dizendo que: Estes organismos estão presentes no planeta Terra a milhões de anos exercendo papéis ecológicos que os transfiguram em componentes essenciais da biota, sendo responsáveis por integrar os mais diversos ecossistemas auxiliando no fluxo de matéria e de energia. Além da incomensurável contribuição aos sistemas naturais estes também o são para os sistemas socioeconômicos, pois podem ser empregados como ferramentas biotecnológicas de substancial importância, tendo aplicação nas áreas da gastronomia, da farmacologia e da biorremediação, bem como, na produção de pigmentos e vestuários por exemplo. Caso você tenha interesse em conhecer um pouco da atual pesquisa que já vem sendo desenvolvida há oito meses na Fundação Jardim Botânico de Poços de Caldas confira a matéria de capa do segundo boletim oficial no link:

.http://jardimbotanico.pocosdecaldas.mg.gov.br/sites/default/files/imagens/noticias/BOLETIM%20TECNICO%2002.pdf

OBS- Se você é estudante e tem interesse na área ambiental, principalmente aquela direcionada a biologia vegetal e a micologia, compareça até a Fundação e podemos ver a possibilidade de estágios. Também para aqueles estudantes, ou profissionais interessados em conhecer a coleção micológica agende sua visita técnica no herbário Anders Fredrik Regnell, entrando em contato no e-mail

Fotos: Filipe Pagin Cláudio / Daniel Bernardes B. Silva. 

Categoria: 
Pesquisa

Minicurso de Herpetologia

Nos dias 18, 19 20 e 25, 26 e 27 de janeiro, a Fundação Jardim Botânico de Poços de Caldas recebeu cerca de 50 pessoas vindas do Amapá, Rondônia, Paraná, Rio Grande do Sul e de várias cidades de Minas e São Paulo para um minicurso sobre o estudo dos anfíbios e répteis: a herpetologia. A turma foi composta de estudantes de biologia, engenharia ambiental, engenharia florestal, veterinária e professores. Todos amantes da área ambiental e empenhados em entender mais sobre o universo desse grupo de animais que, além de estar exposto aos impactos ambientais causados pela ação humana, também sofre preconceito cultural que é passado de geração para geração. O minicurso, ministrado pelo biólogo poços-caldense Renato Gaiga, contou com aulas teóricas e práticas e teve como propósito principal aprofundar os conhecimentos dos participantes nessa área de estudo, mostrando como é possível trabalhar com herpetologia fazendo pesquisas científicas e prestando serviços de consultoria ambiental.
O evento, que está na sua 3ª edição, foi organizado por uma empresa de estudos ambientais da  idade: a Biotropica.
 
Categoria: 
Educação Ambiental

FJBPC RECEBE WORKSHOP SOBRE FLORESTA, CAFÉ E ABELHAS

 
Na manhã de 14 de novembro, quarta-feira, a Fundação Jardim Botânico de Poços de Caldas teve o prazer de receber em seu Centro de Visitantes (2º Piso), o workshop “A Floresta, o café e as abelhas”, promovido pela AES Tiête, representado por Emerson Viveiros, onde foram ministradas palestras sobre legislação ambiental, café com floresta, produção de cafés especiais, gestão de pequenos negócios e apicultura como fonte de renda. 
 
Um público muito expressivo compareceu ao evento, demonstrando grande interesse sobre os assuntos abordados. Entre as palestras foi servido aos participantes um farto coffee break com degustação de cafés especiais, da Torrefação Baobá.
 
No intervalo das apresentações os palestrantes e visitantes fizeram um tour monitorado pelo jardim, conhecendo suas dependências e plantas nativas e exóticas.
 
A FJBPC agradece a participação dos representantes da AES Tiête, Prefeitura Municipal de Botelhos, SEBRAE MG, IPÊ – Instituto de Pesquisas Ecológicas, Torrefação Baobá e ASSOFÉ – Associação de Pequenos Agricultores Familiares de Palmeiral, que engrandeceram a manhã na fundação.
 
Abaixo, um pouco do que aconteceu no evento, acompanhe.
 


 

Categoria: 
Conservação
Educação Ambiental

Valid XHTML 1.0 StrictCSS válido!