UNIVERSITÁRIO É HOSPEDADO NO JARDIM BOTÂNICO PARA ESTÁGIO

Charles Miller é aluno do CST em Gestão Ambiental IFSUL de Inconfidentes

A Fundação Jardim Botânico de Poços de Caldas (FJBPC), instituição de administração indireta da Prefeitura de Poços de Caldas, que tem entre suas missões incentivar o aprendizado e promover o intercâmbio entre entidades, acadêmicos e pesquisadores, inclusive possibilitando a hospedagem em sua Vila de Pesquisadores, iniciou 2016 como uma nova visita, o estágio do estudante Charles Miller, que cursa o 6º período do Curso Superior de Tecnologia (CST) em Gestão Ambiental no Instituto Federal do Sul de Minas (IFSULDEMINAS) – Campus Inconfidentes.

Este estágio, e consequente intercâmbio entre a FJBPC e o acadêmico do último semestre do CST Gestão Ambiental, é resultado da 3ª Feira de Estágios e Empregos promovida pela instituição de ensino. Durante o evento, Miller conheceu um pouco das atividades desenvolvidas, como as pesquisas e estudos realizados nos setores do Jardim Botânico, como no laboratório de cultivo “in vitro”, e decidiu enviar seu currículo para estagiar no local.

Através do termo de cooperação com o IFSULDEMINAS, a FJBPC seleciona alunos para realizar atividades relacionadas ao curso que estuda para um período de experiência. O estágio, com término previsto para cinco de fevereiro, está sendo desenvolvido no Laboratório de Cultivo “in vitro”, onde Miller, que já tem experiência semelhante na propagação “in vitro” de orquídeas, amplia seu conhecimento atuando na pesquisa com samambaias e auxilia a equipe do Departamento Técnico-Científico no desenvolvimento de espécies em extinção.

Miller é natural de Campo Belo, município do Oeste mineiro, a 240 quilômetros de distância de Poços de Caldas, e universitário no município de Inconfidentes, cidade localizada a mais de 100 quilômetros das instalações do Jardim Botânico de Poços de Caldas, o que justifica a utilização, por ele, de uma das suítes da Vila de Pesquisadores, construída justamente para tal finalidade.

De acordo com o acadêmico, essa forma de acolhimento, viabilizando a hospedagem de estudantes, pesquisadores, entre outros, e a disponibilização da instituição para estágio é de grande valia, permitindo ampliar o conhecimento, ter contato com novidades na área de atuação, poder colocar em prática o aprendizado ao longo do curso, bem como ter acesso a aparelhos e equipamentos de pesquisa, aliado ao fato de, no caso de Miller, ainda poder transmitir boa parte do conhecimento adquirido, também no trabalho desenvolvido com espécies na lista de risco de extinção.

Ele também destaca o fato deste estágio estar lhe permitindo desenvolver um trabalho relevante de acompanhamento do desenvolvimento “in vitro” de samambaias em risco de extinção, através da cultura em líquido, algo semelhante ao que já faz no campus do IFSUL.

Por fim, o universitário, que conclui seu curso neste semestre, enfatiza sua satisfação em poder colocar em prática muita coisa que aprendeu e demonstra sua gratidão por aproveitar a estrutura FJBPC, além de trabalhar ao lado de profissionais com vasta experiência, ressaltando que seu projeto de vida após sua graduação é trabalhar em outros jardins botânicos e fazer seu mestrado e doutorado.

Categoria: 
Conservação
Pesquisa
Projetos Especiais

Valid XHTML 1.0 StrictCSS válido!