JARDIM BOTÂNICO HOSPEDA MAIS UM ESTUDANTE

Marcel Felipe reside e estuda na cidade de Itajubá e auxilia no Herbário da instituição

A Fundação Jardim Botânico de Poços de Caldas (FJBPC), instituição de administração indireta da Prefeitura de poços-caldense, município Sul-mineiro, iniciou o segundo mês do ano com mais um universitário hospedado na Vila de Pesquisadores da instituição.

Marcel Felipe Martins, natural de Itajubá e graduando no Curso Superior em Engenharia Ambiental da Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI), está realizando estágio no Herbário Anders Regnell da FJBPC. Recentemente, entre janeiro e fevereiro, a instituição acolheu em sua Villa de Pesquisadores o estudante do 6º período do Curso Superior de Tecnologia (CST) em Gestão Ambiental no Instituto Federal do Sul de Minas (IFSULDEMINAS) – Campus Inconfidentes, Charles Miller, que fez seu estágio no Laboratório de Cultivo “in vitro”, que integra o Laboratório de Manejo Vegetal do jardim botânico poços-caldense.

Com o intuito de promover a interação com instituições de ensino, a FJBPC recebe estudantes de cursos relacionados ao meio ambiente para auxiliar no trabalho da equipe técnico-científica da FJBPC e, consequentemente, o estudante adquirir ciência de maneira prática do curso superior que estuda através desses estágios.

Assim, desde o começo de fevereiro, o universitário Marcel Felipe, 28 anos, estudante do Curso Superior em Engenharia Ambiental da UNIFEI aproveita a oportunidade durante um mês de estágio obrigatório. Por morar em Itajubá, cidade a 169 quilômetros de distância de Poços de Caldas, pode contar com a Vila de Pesquisadores, um ambiente da FJBPC que abriga pesquisadores e estudantes que residam longe e desenvolvam trabalhos na instituição por um período.

Marcel terminou a fase teórica de sua graduação há um ano e estava em busca de estágio para concluir todos os requisitos do curso. Com a oportunidade no Jardim Botânico, ele desenvolve o trabalho no Herbário, na coleção de exsicatas para fins de pesquisa científica e estudo aprofundado das plantas.

O universitário de Itajubá pretende manter suas atividades na área botânica após o fim do estágio e continuar desenvolvendo trabalhos em Jardins Botânicos. Entre o período de conclusão da parte teórica do curso e início de estágio, Marcel trabalhou em outros ramos e neste momento busca retornar a carreira ambiental com maior afinco.

Categoria: 
Conservação
Pesquisa

Valid XHTML 1.0 StrictCSS válido!