FJBPC E APIS-POÇOS FIRMAM PARCERIA

As instituições assinaram pacto para criação de meliponário e realização de pesquisas da vida das abelhas do Planalto

A Fundação Jardim Botânico de Poços de Caldas (FJBPC), instituição de administração indireta da prefeitura do município Sul-mineiro, realizou na tarde da última quinta-feira, 10, a cerimônia de assinatura do convênio com a Associação dos Apicultores do Planalto de Poços de Caldas e Região (APIS-Poços). Parceria que visa a implantação de meliponário nas instalações do Jardim Botânico, bem como a realização de estudos e pesquisas relacionados à apicultura na região, de modo a incentivar à implantação de colônias de melíponas – abelhas nativas indígenas – que são desprovidas de ferrão e excelentes polinizadoras.

O evento, realizado no Centro de Visitantes do Jardim Botânico, contou com a participação do presidente da FJBPC, Jorge Elias Jabur Jr., do diretor Técnico-Científico, João Paulo de Lima Braga, e do diretor Administrativo-Financeiro, Bruno Alberto Jorge Figueiredo, além de representantes da APIS-Poços, e de seu presidente, Joel Torres.

A cerimônia também teve a presença do ex-vereador do PSDB, Álvaro Cagnani, da bióloga e doutora em Entomologia, Isabel Valle Teixeira, e da mestra em Geociências/Geografia, com ênfase em Palinologia, Melina Mara de Souza, e de funcionários da FJBPC.

Serão competências da APIS-Poços, conforme o termo de convênio, o fornecimento dos enxames de abelhas indígenas sem ferrão de espécies distintas e assistência técnica para execução do projeto, ao passo que será de competência da FJBPC, através da Divisão de Educação Ambiental (DEA), efetivar a criação do meliponário com materiais, espaço físico, equipamentos e mão de obra necessárias, além de acompanhar o desenvolvimento das espécies, juntamente com membros da APIS-Poços.

Conforme declarações do biólogo Gustavo Fonseca, coordenador da DEA/FJBPC e idealizador do convênio, “a celebração da parceria com APIS-Poços é de fundamental importância uma vez que os insetos, em especial as abelhas, cumprem um papel imprescindível, transportando o pólen entre as plantas e, garantindo assim, o processo de variação genética, sendo um dos principais mecanismos de manutenção e equilíbrio dos ecossistemas. Além disso, constitui uma importante ferramenta para conscientização e Educação Ambiental”.

Categoria: 
Conservação
Pesquisa
Educação Ambiental

Valid XHTML 1.0 StrictCSS válido!