UNIDADE PLUVIOMÉTRICA DO CEMADEN É INSTALADA NA FUNDAÇÃO JARDIM BOTÂNICO DE POÇOS DE CALDAS

 

Por Elidio Monteiro Junior - ACS FJBPC

A Fundação Jardim Botânico de Poços de Caldas recebeu em suas instalações a visita técnica do Centro Nacional de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais (Cemaden), neste dia 11 de abril de 2018, com a finalidade da instalação de uma plataforma pluviométrica automática, a qual irá monitorar os índices pluviométricos em Poços de Caldas. Este aparelho foi distribuído em todo país, em pontos estratégicos, e nossa cidade foi escolhida e o local ideal foi o Jardim Botânico, dentro de estudos anteriormente desenvolvidos.

  

O Cemaden foi criado em julho de 2011, pelo Decreto Presidencial nº 7.513 -  órgão vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), adota uma estrutura técnico-científica especializada, desenvolvendo capacidade científica, tecnológica e de inovação para continuamente aperfeiçoar os alertas de desastres naturais.
 
É um núcleo responsável com o propósito de desenvolver, testar e implementar um sistema de previsionamento de ocorrência de desastres naturais em áreas suscetíveis em todo o país, contribuindo para a redução de danos e perdas humanas. 
 
Segundo o Cemaden:
 
 
         "O projeto instalou pluviômetros automáticos em locais próximos a áreas de risco de desastres naturais, tendo sido estabelecido parcerias formais com Instituições e Entidades que abrigaram os equipamentos. As entidades responsáveis pela salvaguarda dos equipamentos formam uma importante rede nacional de colaboração para a redução de riscos de desastres, em conjunto com órgãos governamentais[...]". 
 
    
 
Para mais informações acesse: 
http://www.cemaden.gov.br/pluviometros-automatico/
 

Categoria: 
Pesquisa

FUNDAÇÃO JARDIM BOTÂNICO DE POÇOS DE CALDAS INICIA PROCESSO DE CLONAGEM PARA ESPÉCIE CRITICAMENTE AMEAÇADA DE EXTINÇÃO

O Jardim Botânico de Poços de Caldas tem como missão a conservação da flora regional, sendo o foco principal, a região do planalto de Poços de Caldas e áreas de importância ecológica adjacentes. Infelizmente, em virtude de diversos fatores, a diversidade biológica vem sendo cada vez mais ameaçada, correndo risco de ser extinta.
 
Uma das espécies de interesse para a conservação é Anthaenantiopsis fiebrigii, uma espécie da família Poaceae (gramíneas), integrante da Lista Nacional de Espécies da Flora Ameaçadas de Extinção com status de criticamente em perigo de extinção. A. fiebrigii possui uma distribuição bastante restrita, além de ter problemas de propagação. Para todos os indivíduos estudados até a atualidade, em nenhum deles foi observada a produção de sementes viáveis, inviabilizando, assim, a produção de mudas por métodos convencionais.
 
  
 
Desse modo a solução para este problema foi o emprego de técnicas de micropropagação vegetal in vitro, as quais consistem no cultivo de células meristemáticas em recipientes semi-herméticos, sob condições de assepsia, controle de luminosidade, temperatura, umidade e pH; utilizando meios de cultura artificiais. Estas técnicas atuam na produção rápida de milhares de clones de uma planta a partir de uma única célula vegetal somática ou de um pequeno pedaço de tecido vegetal (explantes), que quando colocados em condições adequadas originam novos indivíduos.
 
Atualmente o processo de clonagem de A. fiebrigii encontra-se com sucesso em fase de isolamento de meristema. Espera-se como resultado a criação de um banco de germoplasma para o cumprimento da meta de implantação de um plano de ação para a conservação da espécie.
 
  
 
 

Categoria: 
Pesquisa

CURSO DE CULTIVO E UTILIZAÇÃO DE PLANTAS MEDICINAIS NO JARDIM BOTÂNICO DE POÇOS DE CALDAS

A Fundação Jardim Botânico de Poços e Caldas, no que tange a sua competência e atribuições, busca coordenar a realização de cursos, seminários, palestras, exposições e outros eventos, bem como contribuir para a realização de atividades informativas e educativas sobre questões ambientais junto a comunidade.

Assim, o evento denominado “Curso de Cultivo e Utilização de Plantas com Propriedades Medicinais” promove o conhecimento no cultivo e uso destas plantas para o tratamento das mais diversas enfermidades. Traz em seu conteúdo as verdades e mitos sobre as plantas medicinais, seu uso em ambiente doméstico, cuidados e técnicas para seu plantio. Discute seus conceitos e a iniciação à Fitoterapia, as categorias de plantas, os erros e usos inadequados mais comuns, além de instruir de maneira prática, o cultivo e manejo destas plantas.

Para tanto, foram convidados especialistas e profissionais da área com o propósito de transmitir conhecimento através de atividades teórico-práticas.

É um curso modular direcionado tanto para profissionais da saúde quanto para iniciantes com interesses no cultivo destas plantas.

 

Local de realização: Centro de Visitantes - Jardim Botânico de Poços de Caldas

Rua Paulo de Oliveira, n. 320, Parque Véu das Noivas, Poços de Caldas – MG

Telefone para contato: (35) 3715-6054

Abordagem: “Da Planta ao Medicamento”.

 

PROGRAMAÇÃO – CURSO DE CULTIVO E UTILIZAÇÃO DE PLANTAS MEDICINAIS

17/03 –Módulo  1

14/04 – Módulo 2

19/05 – Módulo 3

23/06 – Módulo 4

 

Módulo 1: INTRODUÇÃO AO CONHECIMENTO DE PLANTAS MEDICINAIS

  • Conceitos básicos;
  • Principais característicasde plantas medicinais;
  • Reconhecimento de uso comum;
  • Técnicas de preparo de chás;
  • Identificação científica de plantas medicinais.

 

Módulo 2TÉCNICAS DE CULTIVO E PROPAGAÇÃO DE PLANTAS MEDICINAIS

  • Escolha do local de plantio/cultivo;
  • Preparo do solo e adubação;
  • Tipos de materiais propagativos;
  • Manejo de pragas e doenças;
  • Manejo e colheita de espécies vegetais.

 

Módulo 3TOXICOLOGIA E PRINCÍPIOS ATIVOS DE PLANTAS MEDICINAIS

  • Noções básicas de toxicidade de plantas;
  • Efeitos das plantas no organismo;
  • Prevenção e cuidados no caso de acidentes com plantas tóxicas;
  • Manipulação de extratos (xarope e pomada).

 

Módulo 4FITOTERAPIA

  • Aaspectos gerais de fitoterápicos
  • Características preventiva e terapêutica das principais patologias;
  • Desidratação ou secagem
  • Manipulação de extratos fitoterápicos (tintura);
  • Preparo de chás.

 

Certificado: Somente com 70% de presença e participação.

Previsão de programação por módulo:

  • 07:30h  - Abertura
  • 08:00h  - Aula teórica
  • 09:30h  - Intervalo
  • 10:00h  - Aula prática

 

ENTRADA FRANCA

Público livre

 

VAGAS ESGOTADAS!

 


Categoria: 
Educação Ambiental

JARDIM BOTÂNICO DE POÇOS DE CALDAS REALIZA PROJETO COM ÊNFASE NO REINO FUNGI

O herbário Anders Fredrik Regnell, abriga cerca de 3200 vouchers representantes de espécies da flora e da micota do planalto de Poços de Caldas, destes, apenas 2% correspondem a fungos (micota).

Com isso, evidenciou-se a carência quanto ao conhecimento do Reino Fungi em nossa região, denotando-se então a necessidade de um projeto com ênfase neste reino. Tal projeto teve início em janeiro de 2018, a partir de uma consolidação de ideias entre o graduando em Ciências Biológicas Filipe Pagin Cláudio e o diretor do departamento técnico científico Eric Arruda WilliamsPor conseguinte, foram adicionados ao acervo 54 morfoespécies, distribuídas em 8 famílias e 10 gêneros. Esses são resultados preliminares, visto que a identificação de fungos exige literatura especializada (escassa no Brasil), técnicas específicas de microscopia e análise de reações químicas.

 

De forma processual, serão realizadas coletas em diferentes localidades abrangendo um período de 24 meses, com isso, moldando uma lista de espécies consistente e adquirindo conhecimentos acerca de dados ecológicos. Também como resultado esperado pode-se citar a publicação de guia de campo para leigos, com imagens e características macroscópicas de fácil identificação.
 


NOTA: Os fungos são um grupo de organismos diversos com uma estimativa de 3,8 milhões de espécies presentes em vários tipos de ambientes (cosmopolita), tais como: desertos quentes e frios, florestas, campos e centros urbanos. Possuem um ciclo de vida simples ou extremamente complexo, podendo ser unicelulares ou pluricelulares. Nutrem-se por meio de absorção; desempenhando o papel ecológico de decompositores, simbiontes e parasitas. A sua reprodução pode ser de três maneiras: sexuada, assexuada ou parasexuada.  

 


Categoria: 
Pesquisa

JARDIM BOTÂNICO DE POÇOS DE CALDAS DESENVOLVE PROJETO DE PESQUISA EM PARCERIA COM A UNIFAL-MG

Por Elidio Monteiro Junior - ACS FJBPC

Nesta Quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018, a Fundação Jardim Botânico de Poços de Caldas teve o prazer em receber em suas instalações, a equipe de professores e alunos da UNIFAL-MG, que desenvolvem um projeto de pesquisa em parceria com o FJBPC, denominado“Avaliação da Inoculação com Insumos Biológicos na Produção de Mudas de Espécies Arbóreas”, sob a responsabilidade do Professor Thiago Correa de Souza – UNIFAL – Campus Alfenas e Professor Romero Francisco Vieira Carneiro – UNIFAL Campus Poços, com a colaboração da mestrando do Programa de Graduação em Ciências Ambientais da UNIFAL, Mariela Regina da Silva Pena e Leticia Aparecida Bressanin e também Kaique Melotto Freitas Scalco – TCC UNIFAL – MG e Marco Aurélio Perbone Souza – Projeto Científico de Extensão.

 

Professor Romero Francisco Vieira Carneiro – UNIFAL Campus Poços de Caldas.

Em conversa com Prof. Romero, ele relatou sobre o projeto em desenvolvimento, a importância dele com relação às espécies arbóreas ameaçadas de extinção e a preocupação em criar meios de estratégia para se produzir mudas mais sadias e resistentes, para quando forem levadas a campo para serem replantadas, apresentarem tais características.

Esses insumos biológicos, são fungos que foram inoculados no substrato de espécies Cedrela Odorata – Cedro Cheiroso, com a finalidade de auxiliar e realizar uma associação com as raízes, auxiliando numa maior captação de nutrientes, para com isso reduzir a aplicação de fertilizantes.

Foram realizadas medições de parâmetros fisiológicos através de suas folhas, para analisar os resultados que essa inoculação (fungos) trouxeram de benefício para a planta. Para isso, foram utilizados equipamentos Medidor de trocas gasosas e Medidor da fluorescência da clorofila, que são aparelhos, que juntos, dão um diagnóstico da eficiência da fotossíntese, sob efeito dos tratamentos microbiológicos.

Prof. Romero enfatiza o apoio imprescindível da FJBPC, que oferece todo o suporte para que estes projetos de pesquisa científica sejam realizados, com o intuito da troca de conhecimento.

 

Equipe de pesquisadores da UNIFAL-MG e JBPC. Da esquerda para a direita: Jacqueline Afonso Ribeiro de Paula – Responsável pelo laboratório de cultivo in vitro, Leticia Aparecida Bressanin, Marco Aurélio Perbone Souza, Kaique Melotto Freitas Scalco, Mariela Regina da Silva Pena, Professor Thiago Correa de Souza, Professor Romero Francisco Vieira Carneiro e Eric Arruda Willians – Diretor Técnico do JBPC.

 

Maiores informações:

thiago.souza@unifal-mg.edu.br

romero.carneiro@unifal-mg.edu.br

Categoria: 
Conservação
Pesquisa

Valid XHTML 1.0 StrictCSS válido!