ANTROPÓLOGA DESTACA PROJETOS AMBIENTAIS COM INDÍGENAS NO ACRE

A Fundação Jardim Botânico de Poços de Caldas promoveu na quarta-feira, dia 26 de julho de 2017, a palestra “Os Projetos Ambientais dos Indígenas Ashaninka no Alto Juruá - ACRE” ministrada pela a Dra. Eliane Fernandes Ferreira, atual professora do Departamento de Antropologia na Universidade de Bremen na Alemanha.

Na ocasião estiveram presentes 35 pessoas com a participação de estudantes de graduação, professores, representantes de órgãos e secretarias do município com destaque para a presença do Geólogo e primeiro Presidente da FJBPC Don Duane Williams, o atual Presidente do Conselho Curador da FJBPC João Neves Carvalho de Toledo, e também a vereadora Maria Cecília Figueiredo Opipari, representando o Poder Legislativo Municipal.

“A palestra foi elaborada e destinada para a área técnica e dedicou-se a sanar dúvidas e discutir um pouco sobre os avanços e também as dificuldades enfrentadas em seus trabalhos realizados junto ao povo Ashaninka. Essa atividade proporcionou o debate de temas relacionados aos projetos ambientais semelhantes aos que exercemos aqui na FJBPC” ressaltou o Diretor Administrativo e Financeiro da FJBPC , Sebastião Alves Ferreira.

PALESTRA ABORDARÁ OS PROJETOS AMBIENTAIS DOS INDÍGENAS ASHANINKA NA REGIÃO DO ALTO JURUÁ - ACRE

Quarta-feira, 26 de julho, o Jardim Botânico de Poços de Caldas contará com a participação da antropóloga Dra. Eliane Fernandes Ferreira, às 15h para a realização de uma palestra sobre os projetos executados pelo povo Ashaninka na região do Alto Juruá, Estado do Acre.

Nesta palestra, a antropóloga poços caldense irá abordar sobre as lutas, projetos ambientais, técnicas de trabalho, êxitos e dificuldades que os Ashaninka e a população do município de Marechal Thaumaturgo enfrentam.

O povo Ashaninka do rio Amônia é reconhecido por seus projetos visionários na luta da proteção dos recursos naturais e divulgação de alternativas agroflorestais para a região do Alto Juruá. A Associação Ashaninka do Rio Amônia foi a primeira associação indígena a receber diretamente recursos do BNDES/Programa Fundo Amazônia para ampliar seu campo de ações em prol da proteção do meio ambiente.


Sobre a palestrante:

Eliane Fernandes Ferreira nasceu em Poços de Caldas e estudou antropologia na Alemanha, Universidade de Hamburgo. De 2004 a 2007 fez doutorado na Universidade de Bremen, trabalhando desde 2009 como docente e pesquisadora nas universidades alemãs de Marburg e Bremen. Eliane também é ativista ambiental e membro honorária da ONG alemã “Sociedade em prol dos povos ameaçados”.


VENHA PARTICIPAR!

Público: Livre

Local: Centro de Visitantes da Fundação Jardim Botânico de Poços de Caldas

Data: 26 de Julho de 2017

Horário: 15h

As inscrições podem ser feitas pelo telefone (35) 3715-6054

Categoria: 
Educação Ambiental

PROJETO PARIPAROBA – ETNOBOTÂNICA

APRESENTAÇÃO

 

O termo “etnobotânica” surgiu em 1895 com os estudos do botânico norte americano John W. Harshberger, como sendo uma área de estudos sobre plantas utilizadas por povos primitivos (Balick & Cox, 1996). Heinrich et al. (2004) conceituaram a etnobotânica como:

 

... ciência que estuda a relação entre humanos e plantas em toda sua complexidade, e é baseada geralmente na observação detalhada e estudo do uso que uma sociedade faz das plantas, incluindo as crenças e práticas culturais associadas com este uso. Foca não somente as plantas medicinais, mas também outros produtos derivados da natureza, como: alimentos, plantas utilizadas em rituais, corantes, fibras, venenos, fertilizantes, materiais de construção para casas, barcos, ornamentos, óleos, etc.

 

Na atualidade o conceito de etnobotânica evoluiu agregando novos aspectos como as diversas técnicas de manejo empregadas na conservação de espécies vegetais, componentes ecológicos, valor e importância dos recursos naturais para as comunidades (Magalhães, 2006). Com isso apresenta várias aplicações, entre elas: valorização da diversidade cultural e vegetal; resgate, valorização e entendimento sobre as dinâmicas do conhecimento tradicional a respeito da utilização da flora; conservação da flora; desenvolvimento científico e tecnológico baseado na diversidade e potencialidade vegetal (CEE, 2016).

Sendo assim, o projeto Pariparoba busca explorar as vertentes apresentadas acima, resgatando os aspectos que definem a utilização de plantas nas seguintes áreas: terapêutica, litúrgica, agrícola, artística, engenharia e gastronômica.

 

Para maiores informações sobre o projeto entre em contato através do email: regnelleascientia@outlook.com

 

  Acesse o link https://www.youtube.com/watch?v=A8QZ4xgap4s, assista ao vídeo ilustrativo e conheça do que trata o projeto.

 

Referências

 

Balick, M. & Cox, P.1996. Plants, People and Culture. The Science of Ethnobotany, Scientific American Library. USA. 228 pp.

 

CEE. 2016. Centro de Estudos Etnofarmacológicos. UNIFESP – Universidade Federal de São Paulo. Disponível em: http://www.cee.unifesp.br/etnofarmacologia.htmAcesso em: 12/12/2016.

 

Diegues, A. C. 2001. O Mito Moderno da Natureza Intocada. 3° edição. Editora Hucitec. São Paulo – SP.

 

HEINRICH, M.; BARNES, J.; GIBBONS, S.; WILLIAMSON, E. M. 2004. Fundamentals of Pharmacognosy & Phytotherapy. Edinburgh: Churchill Livingstone, 2004. 320 p.

Categoria: 
Conservação
Pesquisa

COMUNICADO

A Presidência da Fundação Jardim Botânico de Poços de Caldas (FJBPC) comunica que as instalações do Jardim Botânico estarão fechadas à visitação neste sábado e domingo, respectivamente, 24 – véspera de Natal – e 25 – Natal.

Do mesmo modo, não haverá expediente para visitações no próximo final de semana, dias 31 de dezembro –Reveillon – e 1º de janeiro – Dia da Fraternidade Universal ou Dia da Confraternização Universal e da Paz ou, simplesmente, Dia Internacional da Paz.

Durante a semana, de segunda à sexta-feira, a abertura e o atendimento à visitação continuam sem alteração, das 10h às 12h e das 13h às 16h.

A Presidência e toda equipe da FJBPC aproveitam o ensejo para desejar Feliz Natal a todos e que o real sentido desta data, que o Espírito e a Luz do Natal, possa nos iluminar e nos guiar ao longo dos dias no ano vindouro, norteando a sociedade para dias de maior compreensão, maior compromisso com o próximo, mais paz e perdão aos erros que possam ter sido cometidos.

Em nome da instituição Jardim Botânico, desejamos que 2017 seja um ano de maior prosperidade, de maiores ações dentro de suas instalações, de crescimento e avanços ainda mais significativos dos que foram cravados até o momento e que possa ser registrado um número ainda maior de visitantes, possibilitados, até agora, com a efetivação da Divisão de Educação Ambiental e da Assessoria de Imprensa e Comunicação Social.

Poços de Caldas, dezembro de 2016.

4º NATAL VERDE ACONTECE NESTA SEXTA-FEIRA

Evento conta com o apoio da equipe do Shopping Poços de Caldas

No período das 14h às 16h da próxima sexta-feira, 23, a Fundação Jardim Botânico de Poços de Caldas (FJBPC), através de sua Divisão de Educação Ambiental (DEA), realiza o Natal Verde 2016, que neste ano chega à sua quarta edição.

Com o apoio da equipe e da Coordenação do Shopping Poços de Caldas, o biólogo e coordenador da DEA da FJBPC, Gustavo Fonseca, que será auxiliado pela técnica em Meio Ambiente da Educação Ambiental, Larissa Barboza, o Natal Verde 2016 promete, mais uma vez, movimentar ainda mais os corredores do shopping.

Este ano, os visitantes que passarem pelo stand da FJBPC receberão kit para plantar o Cedro do Brejo – cedrela odorata. Cada kit conta com uma semente da árvore, um saquinho com substrato e um folheto informativo sobre como plantar e cuidar do seu Cedro do Brejo. Será entregue um kit por pessoa.

Além disso, a equipe da FJBPC estará distribuindo um Calendário 2017 com fotos de espécies ameaçadas ou na lista de em risco de extinção do Planalto de Poços de Caldas; um Guia de Espécies Ameaçadas com detalhes para auxiliar na identificação das espécies, também referente à flora do Planalto de Poços de Caldas; um marcador de página sortido, com imagem de várias espécies ameaçadas; e, um cartão de Natal.

Com a realização do Natal Verde 2016, a equipe da Divisão de Educação Ambiental encerra as atividades do ano e dá início à preparação dos atendimentos durante as férias escolares bem como à programação para as visita agendadas.

A instituição está localizada à Rua Paulo de Oliveira, 320, Parque Véu das Noivas, zona Oeste do município. Caso o deslocamento aconteça em carro próprio, basta seguir as inúmeras placas de sinalização ao longo das avenidas João Pinheiro e Mansur Frayha.

A região também é atendida pela Circullare, concessionária do transporte coletivo urbano de passageiros, através da linha Véu das Noivas/Vale das Antas, com saídas da esquina da Avenida Francisco Salles com a Rua Rio Grande do Sul, no Centro da cidade, a cada hora a partir das 6h20.

Categoria: 
Educação Ambiental

Valid XHTML 1.0 StrictCSS válido!