FJBPC E APIS-POÇOS FIRMAM PARCERIA

As instituições assinaram pacto para criação de meliponário e realização de pesquisas da vida das abelhas do Planalto

A Fundação Jardim Botânico de Poços de Caldas (FJBPC), instituição de administração indireta da prefeitura do município Sul-mineiro, realizou na tarde da última quinta-feira, 10, a cerimônia de assinatura do convênio com a Associação dos Apicultores do Planalto de Poços de Caldas e Região (APIS-Poços). Parceria que visa a implantação de meliponário nas instalações do Jardim Botânico, bem como a realização de estudos e pesquisas relacionados à apicultura na região, de modo a incentivar à implantação de colônias de melíponas – abelhas nativas indígenas – que são desprovidas de ferrão e excelentes polinizadoras.

O evento, realizado no Centro de Visitantes do Jardim Botânico, contou com a participação do presidente da FJBPC, Jorge Elias Jabur Jr., do diretor Técnico-Científico, João Paulo de Lima Braga, e do diretor Administrativo-Financeiro, Bruno Alberto Jorge Figueiredo, além de representantes da APIS-Poços, e de seu presidente, Joel Torres.

A cerimônia também teve a presença do ex-vereador do PSDB, Álvaro Cagnani, da bióloga e doutora em Entomologia, Isabel Valle Teixeira, e da mestra em Geociências/Geografia, com ênfase em Palinologia, Melina Mara de Souza, e de funcionários da FJBPC.

Serão competências da APIS-Poços, conforme o termo de convênio, o fornecimento dos enxames de abelhas indígenas sem ferrão de espécies distintas e assistência técnica para execução do projeto, ao passo que será de competência da FJBPC, através da Divisão de Educação Ambiental (DEA), efetivar a criação do meliponário com materiais, espaço físico, equipamentos e mão de obra necessárias, além de acompanhar o desenvolvimento das espécies, juntamente com membros da APIS-Poços.

Conforme declarações do biólogo Gustavo Fonseca, coordenador da DEA/FJBPC e idealizador do convênio, “a celebração da parceria com APIS-Poços é de fundamental importância uma vez que os insetos, em especial as abelhas, cumprem um papel imprescindível, transportando o pólen entre as plantas e, garantindo assim, o processo de variação genética, sendo um dos principais mecanismos de manutenção e equilíbrio dos ecossistemas. Além disso, constitui uma importante ferramenta para conscientização e Educação Ambiental”.

Categoria: 
Conservação
Pesquisa
Educação Ambiental

‘JARDIM BOTÂNICO VAI À ESCOLA’ INICIA SUAS ATIVIDADES

Equipe do DEA visita as escolas e aborda as espécies ameaçadas e a importância da conservação

A Fundação Jardim Botânico de Poços de Caldas (FJBPC), instituição de administração indireta da Prefeitura do município Sul-mineiro, através de sua equipe da Divisão de Educação Ambiental (DEA) inicia suas atividades de visitações escolares dentro do programa “Jardim Botânico vai à Escola”. As primeiras unidades escolares a serem visitadas neste ano são as escolas municipais Professor Antônio Sérgio Teixeira e CAIC Professor Arino Ferreira Pinto, respectivamente, nos dias 11 e 16 de março.

O programa desenvolvido pela instituição poços-caldense envolve o biólogo e coordenador do DEA, Gustavo Fonseca, e a técnica em meio ambiente, Larissa Barboza, que durante o período que permanecem nas escolas, ministram palestra sobre as espécies ameaçadas do Planalto de Poços de Caldas, além de realizar uma breve explicação sobre as atividades desenvolvidas no Jardim Botânico e, ao final do encontro, os alunos são convidados a fazer o plantio de uma Araucária, um dos indivíduos que está na lista de espécies ameaçadas de extinção.

Os alunos do 7º ano do Sérgio Teixeira e do 4º ano do Caic, abrem a programação deste projeto que visa levar o Jardim Botânico à sala de aula e, através da teoria e da prática, desenvolver a conservação ambiental.

Visitações

Tanto para a visitação orientada de grupos de estudantes às instalações do Jardim Botânico de Poços de Caldas, quanto para a visita da Divisão de Educação Ambiental, através do programa “Jardim Botânico Vai à Escola”, o responsável pela unidade educacional pode entrar em contato para agendamento pelo telefone (35) 98427-2036 ou pelo e-mail educacaoambiental.fjbpc@yahoo.com.br, diretamente com a Divisão de Educação Ambiental.

Categoria: 
Educação Ambiental

FJBPC E APIS-POÇOS ASSINAM CONVÊNIO

Entre os objetivos iniciais está a implantação de meliponário no Jardim Botânico e realização de estudos e pesquisas sobre as abelhas do Planalto

Na tarde desta quinta-feira, 10, às 14h30, em seu Centro de Visitantes, a Fundação Jardim Botânico de Poços de Caldas (FJBPC), instituição da administração indireta da prefeitura do município Sul Mineiro, realiza cerimônia para a assinatura de convênio com a Associação dos Apicultores do Planalto de Poços de Caldas e Região (APIS-Poços).

Tal pacto, que pela FJBPC trará a chancela de seu presidente, Jorge Elias Jabur Jr., do diretor Técnico-Científico, João Paulo de Lima Braga, e do diretor Administrativo-Financeiro, Bruno Alberto Jorge Figueiredo, e pela APIS-Poços, de seu presidente, Joel Torres, se norteia no acompanhamento do ciclo de vida, alimentação e produção das abelhas do Planalto de Poços de Caldas.

De acordo com o documento que será assinado na tarde desta quinta-feira, 10, os objetivos iniciais preveem a implantação de meliponário nas instalações do Jardim Botânico, assim como a realização de estudos e pesquisas relacionados à apicultura na região.

Vale destacar que APIS-POÇOS é uma associação comprometida com um modelo de gestão que contribua para a sustentabilidade do meio ambiente e, sobretudo, detentora de conhecimento técnico e expertise na área da apicultura, enquanto que, por outro lado, a FJBPC, fundação pública, tem por finalidade atuar na conservação da biodiversidade, em especial da flora do Planalto de Poços de Caldas e região, por meio da pesquisa e da educação ambiental, mantendo acervos de materiais botânicos, promovendo a participação da comunidade, com respeito aos valores multiculturais, a fim de proporcionar qualidade de vida.

Para celebrar este convênio, FJBPC e APIS-Poços levaram uma série de fatores em consideração, como os fatos de os insetos, em especial as abelhas, cumprirem imprescindível papel na polinização, garantindo a produção de frutos e sementes, bem como, a variação genética ser um dos principais mecanismos de manutenção e equilíbrio dos ecossistemas.

Categoria: 
Conservação
Pesquisa

JARDIM BOTÂNICO HOSPEDA MAIS UM ESTUDANTE

Marcel Felipe reside e estuda na cidade de Itajubá e auxilia no Herbário da instituição

A Fundação Jardim Botânico de Poços de Caldas (FJBPC), instituição de administração indireta da Prefeitura de poços-caldense, município Sul-mineiro, iniciou o segundo mês do ano com mais um universitário hospedado na Vila de Pesquisadores da instituição.

Marcel Felipe Martins, natural de Itajubá e graduando no Curso Superior em Engenharia Ambiental da Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI), está realizando estágio no Herbário Anders Regnell da FJBPC. Recentemente, entre janeiro e fevereiro, a instituição acolheu em sua Villa de Pesquisadores o estudante do 6º período do Curso Superior de Tecnologia (CST) em Gestão Ambiental no Instituto Federal do Sul de Minas (IFSULDEMINAS) – Campus Inconfidentes, Charles Miller, que fez seu estágio no Laboratório de Cultivo “in vitro”, que integra o Laboratório de Manejo Vegetal do jardim botânico poços-caldense.

Com o intuito de promover a interação com instituições de ensino, a FJBPC recebe estudantes de cursos relacionados ao meio ambiente para auxiliar no trabalho da equipe técnico-científica da FJBPC e, consequentemente, o estudante adquirir ciência de maneira prática do curso superior que estuda através desses estágios.

Assim, desde o começo de fevereiro, o universitário Marcel Felipe, 28 anos, estudante do Curso Superior em Engenharia Ambiental da UNIFEI aproveita a oportunidade durante um mês de estágio obrigatório. Por morar em Itajubá, cidade a 169 quilômetros de distância de Poços de Caldas, pode contar com a Vila de Pesquisadores, um ambiente da FJBPC que abriga pesquisadores e estudantes que residam longe e desenvolvam trabalhos na instituição por um período.

Marcel terminou a fase teórica de sua graduação há um ano e estava em busca de estágio para concluir todos os requisitos do curso. Com a oportunidade no Jardim Botânico, ele desenvolve o trabalho no Herbário, na coleção de exsicatas para fins de pesquisa científica e estudo aprofundado das plantas.

O universitário de Itajubá pretende manter suas atividades na área botânica após o fim do estágio e continuar desenvolvendo trabalhos em Jardins Botânicos. Entre o período de conclusão da parte teórica do curso e início de estágio, Marcel trabalhou em outros ramos e neste momento busca retornar a carreira ambiental com maior afinco.

Categoria: 
Conservação
Pesquisa

REPORTAGENS DESTACAM ATIVIDADES DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA 2016

Em entrevista às equipes da Rádio Difusora e da TV Plan, coordenador da DEA/FJBPC falou sobre a abertura do agendamento para visitação orientada e como o programa se dará em 2016

Além das inúmeras matérias que, rotineiramente, a Assessoria de Imprensa e Comunicação Social da Fundação Jardim Botânico de Poços de Caldas (FJBPC), instituição de administração indireta da Prefeitura de Poços de Caldas, produz e são publicadas pelos jornais impressos e divulgados em sites e portais de notícias, os departamentos de jornalismo das emissoras de rádio e televisão também têm dedicado considerável tempo de sua programação para divulgar as atividades e ações desenvolvidas dentro e fora das instalações do Jardim Botânico.

Assim aconteceu na manhã da última sexta-feira, 19, e na desta segunda-feira, 22, quando o biólogo e coordenador da Divisão de Educação Ambiental (DEA) da FJBPC, Gustavo Fonseca, concedeu entrevista aos jornalistas Luís Filipe Gallo e Matheus Luís, respectivamente da Rádio Difusora e da TV Plan, para falar sobre o início do agendamento para as visitações orientadas no Jardim Botânico destinadas aos estudantes das redes pública e privada de ensino, bem como o programa está estruturado para funcionar ao longo de 2016.

A entrevista gravada para a Difusora, 1.250 AM, foi apresentada ao longo do dia durante as incursões de seus jornais. Já a reportagem feita pela TV Plan será apresentada logo mais, na noite desta terça-feira, 23, dentro do Plan Notícias, que começa às 19h, e pode ser assistido pelo canal 47 UHF.

TV Plan

A equipe da TV Plan, integrada pelo repórter Matheus Luís e pelo repórter-cinematográfico Márcio Pinto, realizou filmagens das estufas de produção e propagação de espécies, além de uma estufa preparada especialmente para os visitantes, com orquídeas, bromélias, samambaias e um lago artificial.

Durante a matéria, o jornalismo do Plan Notícias também vai apresentar a opinião de estudantes e representantes da Escola Municipal “Sérgio de Freitas Pacheco”, que agendaram a visitação orientada e conheceram as instalações e atividades do Jardim Botânico em outubro de 2015.

Agendamento e Visitação

Tanto o agendamento, quanto a visitação orientada propriamente dita, que pode ser feita de segunda à sexta-feira, são gratuitas.

O agendamento pode ser feito pelos representantes de escolas, de universidades, de entidades, de grupos de poços-caldenses ou de turistas para conhecer as instalações da instituição, os trabalhos desenvolvidos, e a flora do Planalto de Poços de Caldas.

Durante as entrevistas, o coordenador do DEA também abordou as visitas espontâneas, ou seja, as que acontecem de segunda-feira a domingo, das 9h às 15h, sem necessidade de agendamento prévio, ideal para pequenos grupos e famílias conhecerem as espécies da região. Essas visitas, de acordo com Fonseca, auxiliam no conhecimento das espécies em extinção e na conservação ambiental, principalmente para as crianças.

Os interessados em agendar a visitação orientada podem entrar em contato através do telefone (35) 98867-6971 ou através do endereço eletrônico educacaoambiental.fjbpc@yahoo.com.br.

Categoria: 
Educação Ambiental

Valid XHTML 1.0 StrictCSS válido!