EXPEDIENTE EXTERNO DO JARDIM BOTÂNICO É INTERROMPIDO

Tendo em vista as festividades de final de ano, a Diretoria da Fundação Jardim Botânico de Poços de Caldas (FJBPC), instituição da administração indireta da Prefeitura Sul-mineira, comunica que não haverá expediente externo entre os dias 24 de dezembro de 2015 e 03 de janeiro de 2016.

A partir do dia 04 de janeiro de 2016, os portões estarão abertos para as visitações espontâneas sejam retomadas, bem como o agendamento para as visitações orientadas, que são realizadas pela equipe da Divisão de Educação Ambiental da FJBPC.

A Diretoria e toda equipe do Jardim Botânico de Poços de Caldas aproveitam a oportunidade para agradecer à população de Poços de Caldas, aos turistas, às unidades educacionais das redes particular e pública de ensino, à imprensa de maneira geral, aos seus parceiros e à Administração Municipal pelo apoio e confiança em nosso trabalho.

Em tempo, Diretoria e equipe da FJBPC desejam Feliz Natal a todos, que o real espírito desta data possa abençoar e iluminar o caminho de todos no Ano Novo que se aproxima.

NATAL VERDE 2015 ACONTECE NESTA QUARTA-FEIRA

Evento será realizado no corredor principal do Shopping Poços de Caldas

A Fundação Jardim Botânico de Poços de Caldas (FJBPC), instituição da administração indireta da Prefeitura do município do Sul-mineiro, realiza nesta quarta-feira, 23, às 14h, no corredor central do Shopping de Poços de Caldas, a edição 2015 do Natal Verde.

Como ocorreu em anos anteriores, o evento marca o encerramento das atividades da Divisão de Educação Ambiental (DEA) da FJBPC e, nesta oportunidade, será distribuído um chaveiro feito artesanalmente com o pinhão, semente de Araucária, juntamente com um folheto que traz explicações sobre esta árvore, símbolo da FJBPC e que está listada entre as espécies ameaçadas de extinção.

No stand da FJBPC, que será montado no corredor central, também estará à disposição dos visitantes folhetos que abordam as atividades desenvolvidas na instituição e esclarecimentos sobre conservação e meio ambiente, uma vez que o Natal Verde tem como um de seus objetivos, incentivar o consumo consciente e maior dedicação na preservação do meio ambiente.

Além disso, o biólogo e coordenador do DEA, Gustavo Fonseca, e a técnica ambiental, Larissa Barboza, estarão à disposição para falar um pouco sobre educação ambiental e tirar dúvidas sobre a flora do Planalto de Poços de Caldas e sobre o funcionamento do Jardim Botânico de Poços de Caldas.

Instituição

A Fundação Jardim Botânico de Poços de Caldas está localizada à Rua Paulo de Oliveira, 320, Parque Véu das Noivas, zona Oeste do município, e aberta à visitação gratuita de segunda à sexta-feira, das 13h às 16h, e aos sábados, domingos e feriados, das 10h às 16h.

A região é atendida pela linha Véu das Noivas/Vale das Antas da Circullare, concessionária do transporte coletivo urbano de passageiros, com saídas da esquina da Avenida Francisco Salles com a Rua Rio Grande do Sul, no Centro da cidade, a cada hora a partir das 6h20.

Outras informações podem ser obtidas pelos telefones (35) 98867-6971 ou (35) 98427-2036 ou pelos endereços eletrônicos educacaoambiental.fjbpc@yahoo.com.br ou aics.fjbps@yahoo.com.br.

Visitações

O Jardim Botânico está aberto às visitações gratuitas, tanto para grupos de estudantes de qualquer unidade educacional quanto de turistas e de poços-caldenses. Essas visitas acontecem às segundas e quartas-feiras ou mediante consulta à Divisão de Educação Ambiental (DEA).

As visitas orientadas são acompanhadas pela equipe da DEA e devem ser agendadas através do telefone (35) 98867-6971 ou (35) 98427-2036 ou pelo e-mail educacao.fjbpc@yahoo.com.br.

Durante estas visitas, a equipe da Educação Ambiental faz uma breve palestra e apresenta detalhes da flora do Planalto de Poços de Caldas e destaca a importância da conservação da Mata Atlântica e dos campos de altitude, como o entorno do Cristo Redentor no alto da Serra de São Domingos.

O público é levado a conhecer as instalações do Jardim Botânico, como a nova estufa, pensada e preparada especificamente para a visitação, e tem a oportunidade de aprender os objetivos de um jardim botânico que, mais do que um local de visitação, é um local de pesquisa e desenvolvimento de projetos botânicos, como os que estão em andamento no recém-inaugurado Laboratório de Cultivo in vitro “Guilherme Moraes Ribeiro”, que integra o Laboratório de Manejo Vegetal “Décio Moraes Ribeiro”, os quais consistem no mais moderno e bem equipados laboratórios do interior do país, tendo contado com expressiva contribuição financeira da Alcoa Foundation para sua concretização.

Categoria: 
Educação Ambiental

CONVÊNIO PERMITIRÁ RESGATAR E PROTEGER ESPÉCIES AMEAÇADAS

Atividade será desenvolvida nas Áreas de Preservação Permanente da Área de Proteção Ambiental do Santuário Ecológico da Pedra Branca, em Caldas

A Diretoria da Fundação Jardim Botânico de Poços de Caldas (FJBPC), instituição da administração indireta da prefeitura de Poços de Caldas, município do Sul de Minas Gerais, e a Associação de Moradores e Amigos do Bom Retiro (AMABOR), entidade sem fins lucrativos, criada no bairro da zona rural do vizinho município de Caldas, também no Sul-mineiro, assinaram convênio que visa identificar, resgatar e preservar espécies da flora do Planalto de Poços de Caldas que integram a lista de espécies ameaçadas de extinção.

A cerimônia de assinatura do documento aconteceu no último dia 13, durante a Assembleia Geral Ordinária da entidade caldense, realizada no próprio bairro, e contou com a presença de moradores, dos diretores da AMABOR, do diretor Técnico-Científico da FJBPC, João Paulo de Lima Braga, do diretor Administrativo-Financeiro da instituição, Bruno Alberto Jorge Figueiredo, e do presidente da fundação, Jorge Elias Jabur Júnior, que assinaram o Convênio Técnico-Científico juntamente com o presidente da entidade, Daniel Tygel, e com as testemunha Vanderlei Tomé, vereador e morador do bairro, e Éric Arruda Williams, biólogo e curador do Herbário da FJBPC.

Em síntese, o objetivo é realizar o mapeamento e promover a conservação de espécies ameaçadas de extinção e de demais espécies de interesse ocorrente na Área de Proteção Ambiental do Santuário Ecológico da Pedra Branca, bem como fornecer assistência técnica para a restauração de Áreas de Preservação Permanente dentro da Área de Proteção Ambiental.

O convênio estabelece ajuda mútua em prol da flora do Planalto, com a promoção de programas e ações de cooperação técnica e cunho ambiental, buscando mapear e conservar, em especial, as espécies amaçadas de extinção.

As ações e programas deverão ser desenvolvidos ao longo de um ano, com término previsto em dezembro do próximo ano. Neste período, será elaborado e fornecido um guia ilustrativo de campo para o reconhecimento de espécies ameaçadas de extinção e demais espécies de interesse na APA Santuário Ecológico da Pedra Branca, além de, efetivamente, ser feito o levantamento e registro do posicionamento geográfico de espécies ameaçadas de extinção e demais espécies de interesse existentes no Santuário com auxílio de GPS, aliado ao mapeamento, com auxílio de software específico que permita ser utilizado como subsídio para conservação “in situ”,de espécies ameaçadas e demais espécies encontradas na APA, permitindo fornecer assistência técnica necessária para restauração de Áreas de Preservação Permanente da Área de Proteção Ambiental do Santuário Ecológico da Pedra Branca.

Com isso, espera-se, até o término do convênio, enriquecer as coleções científicas do Jardim Botânico de Poços de Caldas, com ênfase na conservação de espécies, constituir coleção botânica de espécies “in situ” referente às espécies ameaçadas de extinção da APA Santuário Ecológico da Pedra Branca, bem como, capacitar o pessoal técnico da FJBPC para a pesquisa, cultivo e conservação destas espécies, além de fomentar as atividades voltadas para a conservação da biodiversidade.

Categoria: 
Conservação
Pesquisa
Educação Ambiental

‘TERRA DA GENTE’ PREPARA ESPECIAL SOBRE ANDERS REGNELL

Além de filmagens em Caldas, equipe de emissora de TV também esteve no Jardim Botânico de Poços de Caldas para contar os “Caminhos de Regnell”

Previsto para ser levado ao ar em fevereiro do próximo ano, equipe do programa Terra da Gente, exibido no início da tarde dos sábados pela EPTV, afiliada da Rede Globo, esteve fazendo gravações entre a última terça-feira, 08, e a sexta-feira, 11, em Caldas e também nas instalações da Fundação Jardim Botânico de Poços de Caldas (FJBPC) para contar os “Caminhos de Regnell”.

Médico sueco que residiu na região por mais de 40 anos e entusiasta da botânica, Anders Fredrik Regnell fez diversas descobertas e identificação da flora do Planalto de Poços de Caldas, deixando vasta contribuição para a região, bem como para o enriquecimento do conhecimento de seu país de origem.

Neste especial, o Terra da Gente se norteia em contar a história do médico e botânico refazendo seus caminhos, por onde passou, o que identificou e o que reencontrou na região da Pedra Branca, em Caldas, e também no Planalto.

Doutor Regnell, como ficou conhecido na região, se tornou grande naturalista e é um dos grandes nomes da botânica mundial. Além de conhecer a sua história, principalmente a parte voltada à botânica, o Terra da Gente também promete mostrar muito das belezas naturais de Caldas, em especial as imagens capturadas na Pedra Branca, bem como a contribuição deixada por Regnell e que é absorvida pela FJBPC, onde a equipe do programa foi recepcionada e acompanhada pelo diretor do Departamento Técnico-Científico da instituição, João Paulo de Lima Braga, pelo biólogo e curador do Herbário que traz o nome do naturalista, Éric Arruda Williams, e pelo auxiliar técnico, Éderson Godoy, além da contribuição do jornalista e apresentador da TV Plan, Roberto Tereziano.

Nascido em 7 de junho de 1807, em Estocolmo, distrito de Ostermalm, na Suécia, Regnell se tornou médico cirurgião notável e chegou ao Brasil a pedido de um conterrâneo seu, que tinha se apaixonado pela região.

No ano de 1826, o cônsul da Suécia e Noruega, amigo de Dom Pedro I, Lourenço Westin, comprou à família Franco uma fazenda, no atual município de Poço Fundo, onde passou os últimos anos da sua vida. A esposa do cônsul estava doente e precisava de assistência médica permanente, o que era impossível em Caldas. Então decidiu contratar um médico sueco, e o Dr. André, que na altura procurava um local de clima ameno, tinha uma doença grave nos pulmões, aceitou a incumbência e viajou para o Brasil.

Mas seus objetivos não traziam o intuito de estudar as nossas riquezas naturais, nem tão pouco sua viagem se dera em missão oficial de alguma Academia de Ciências.

Todavia, descrições científicas do século XIX, boa parte delas com a participação de Regnell, trazem estudos aprofundados sobre as rochas, as plantas e as águas da região. Regnell estudou, catalogou e deu a conhecer as plantas da região, cujos exemplares que coletava enviava para o estrangeiro, levando para todo o mundo um pouco da nossa terra, na sua expressão máxima que são os frutos por ela gerados.

O médico-botânico classificou mais de 2.000 espécimes e organizou um dos maiores estudos botânicos do Brasil. O Memorial Regnell, que a Fundação Jardim Botânico de Poços de Caldas está organizando, pretende resgatar a vida e a obra do Dr. Anders Fredrik Regnell com enfoque nas suas coleções históricas e boa parte de todo este caminho será mostrado pelo especial “Terra da Gente”.

Categoria: 
Conservação
Pesquisa

ALCOA FORMA MAIS 195 ALUNOS NO PROGRAMA CULTIVANDO A MATA ATLÂNTICA

Segunda turma de 2015 teve a participação de escolas municipais da zona Leste

Com visita às instalações da Fundação Jardim Botânico de Poços de Caldas (FJBPC), instituição da administração indireta do Executivo Municipal, e entrega dos certificados à última turma, a Unidade da Alcoa em Poços de Caldas, município do Sul de Minas Gerais, concluiu mais uma turma do Programa Cultivando a Mata Atlântica, no último dia 25. Participaram 195 alunos do 7º ano do Ensino Fundamental das escolas municipais “Dona Mariquinhas Brochado”, “Professora Edir Frayha”, “José Raphael dos Santos Netto”, “Dr. Haroldo Affonso Junqueira”, “Irmão José Gregório” e “Professor Antônio Sérgio Teixeira”, todas da zona Leste da Cidade.

Esta é a quarta turma do Programa, que já atendeu 681 alunos de 10 escolas municipais. “Estamos muito felizes com os resultados do Cultivando a Mata Atlântica. Além de abrirmos ainda mais as portas do nosso Parque Ambiental à comunidade, principalmente à estudantil, tenho a certeza de que estamos dando uma grande contribuição às atividades de educação ambiental desenvolvidas nas escolas, e ajudando na formação de cidadãos conscientes de sua importância na construção de um mundo melhor”, destacou Walmer Rocha, gerente de Operações da Unidade da Alcoa em Poços de Caldas.

Para Kédilei Teixeira de Souza, diretora da Escola Municipal “Profa. Edir Frayha”, o Programa Cultivando a Mata Atlântica amplia o aprendizado dos alunos. “Na sala de aula, nós trabalhamos a teoria e, no Programa, eles aprendem por meio da prática a importância e o que cada um pode fazer para preservar o meio ambiente”, avaliou. “Isto é muito importante, pois complementa o aprendizado”.

O Cultivando a Mata Atlântica é desenvolvido pela Alcoa em Poços de Caldas desde 2014, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação e com a Fundação Jardim Botânico. O Programa é direcionado a alunos do 7º ano do Ensino Fundamental da rede municipal com o objetivo de despertar nos jovens a importância de conservar a biodiversidade da Mata Atlântica.

Durante quatro encontros, três deles realizados no Parque Ambiental da Alcoa Poços de Caldas, os participantes estudam temas como biodiversidade, biomas e a Mata Atlântica, conservação de recursos naturais (água), importância de preservar a floresta, queimadas, flora e fauna da Mata Atlântica, comércio ilegal de animais, mineração sustentável, reabilitação de áreas mineradas e o alumínio no dia a dia das pessoas. São realizadas atividades práticas nas trilhas para identificação de espécies arbóreas do bioma Mata Atlântica e de hábitos de animais, além de visita à sala de maquetes, que reproduz o processo de produção do alumínio. No final, eles são desafiados a escrever uma redação sobre o que aprenderam. O quarto encontro acontece no Jardim Botânico de Poços de Caldas.

Alcoa no Brasil

Líder mundial em tecnologia, engenharia e fabricação de metais leves, a Alcoa inova em soluções multimateriais que fazem nosso mundo avançar. A Alcoa atua no Brasil há 50 anos e, além de operar minas de bauxita e refinarias de alumina, oferece uma ampla variedade de soluções inovadoras aos mercados do Brasil, entre os quais construção civil, transporte comercial, bens de consumo, embalagens, produtos automotivos, aeroespaciais e químicos, petróleo e gás, além de máquinas e equipamentos industriais. Foi escolhida por oito vezes consecutivas como uma das empresas-modelo pelo Guia Exame de Sustentabilidade. Em 2015, foi reconhecida pela 14ª vez como uma das Melhores Empresas para Trabalhar, de acordo com o Great Place to Work Institute. Para mais informações, visite www.alcoa.com.br e siga nossos canais de mídia social: www.facebook.com/AlcoaBrasil e www.twitter.com/AlcoaBrasil.

Instituição

A Fundação Jardim Botânico de Poços de Caldas está localizada à Rua Paulo de Oliveira, 320, Parque Véu das Noivas, zona Oeste do município, e aberta à visitação gratuita de segunda à sexta-feira, das 13h às 16h, e aos sábados, domingos e feriados, das 10h às 16h.

A região é atendida pela linha Véu das Noivas/Vale das Antas da Circullare, concessionária do transporte coletivo urbano de passageiros, com saídas da esquina da Avenida Francisco Salles com a Rua Rio Grande do Sul, no Centro da cidade, a cada hora a partir das 6h20.

Outras informações podem ser obtidas pelos telefones (35) 8867-6971 ou (35) 8427-2036 ou pelos endereços eletrônicos educacaoambiental.fjbpc@yahoo.com.br ou aics.fjbps@yahoo.com.br.

Visitações

O Jardim Botânico também está aberto às visitações orientadas gratuitas, tanto para grupos de estudantes de qualquer unidade educacional quanto de turistas e de poços-caldenses. Essas visitas acontecem as segundas e quartas-feiras ou mediante consulta à Divisão de Educação Ambiental (DEA).

As visitas orientadas são acompanhadas pela equipe da Educação Ambiental e devem ser agendadas através do telefone (35) 8867-6971 ou (35) 8427-2036 ou pelo e-mail educacao.fjbpc@yahoo.com.br.

Durante estas visitas, a equipe da DEA faz uma breve palestra e apresenta detalhes da flora do Planalto de Poços de Caldas e destaca a importância da conservação da Mata Atlântica e dos campos de altitude, como o entorno do Cristo Redentor no alto da Serra de São Domingos.

O público é levado a conhecer as instalações do Jardim Botânico, como a nova estufa, pensada e preparada especificamente para a visitação, e tem a oportunidade de aprender os objetivos de um jardim botânico que, mais do que um local de visitação, é um local de pesquisa e desenvolvimento de projetos botânicos, como os que já estão em andamento no recém-inaugurado Laboratório de Cultivo in vitro “Guilherme Moraes Ribeiro”, que integra o Laboratório de Manejo Vegetal “Décio Moraes Ribeiro”, os quais consistem no mais moderno e bem equipado laboratório do interior do país, tendo contado com expressiva contribuição financeira da Alcoa Foundation para sua concretização.

Categoria: 
Educação Ambiental

Valid XHTML 1.0 StrictCSS válido!